Seguidores

Impostos sendo arrecadados no Brasil

o céu ganhou mais um anjo

domingo, 25 de novembro de 2012

Kakay sobre Joaquim Barbosa: "um infeliz"

Um dos advogados mais conhecidos de Brasília, Antonio Carlos de Almeida Castro, que defendeu Duda Mendonça na Ação Penal 470 e foi um dos poucos vitoriosos no julgamento, quebra a unanimidade em torno de Joaquim Barbosa. "Ninguém é duro desse jeito sendo feliz", disse ele, que ofereceu jantar a José Dirceu e contou que, para chegar ao STF, o primeiro presidente negro teve antes que pedir a benção ao ex-ministro da Casa Civil
25 de Novembro de 2012 às 07:00
247 - Antes de ser indicado ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa soube que o então presidente Lula buscava um candidato negro para indicar à mais alta corte do País. Barbosa já conhecia Frei Betto, amigo do ex-presidente, e conseguiu que seu nome fosse incluído na lista de possíveis nomes, submetida também ao ministro da Justiça daquela época, Marcio Thomaz Bastos. Essa costura, no entanto, não era suficiente. E ele então procurou o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, um dos mais notórios de Brasília, conhecido como Kakay, para que providenciasse um encontro com José Dirceu.
A história está revelada na edição deste sábado do jornal O Globo, pelo próprio Kakay. "Ele me procurou e disse que era um sonho seu chegar ao Supremo e que precisava do apoio do Zé Dirceu", afirmou o advogado à repórter Maria Lima. Kakay disse que, antes de providenciar o encontro, foi ao ex-ministro da Casa Civil. "Eu vou recebê-lo, mas nós temos que mudar a forma de indicação dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Um pretendente ao STF não pode ter que pedir apoio a um ministro da Casa Civil, até porque, em tese, ele terá  que nos julgar no futuro. Isso não é bom para o País", disse Dirceu, segundo o relato de Kakay.
A profecia foi realizada e Barbosa liderou a condenação de Dirceu a dez anos e dez meses de prisão, por corrupção ativa e formação de quadrilha. Kakay não se surpreendeu. "Não esperávemos que fosse diferente. Joaquim, desde o Ministério Público é esse cara infeliz, preocupado em manter essa postura de salvador da pátria. Ninguém é duro desse jeito sendo feliz. Eu só achava que ele seria mais gentil com seus pares", disse Kakay, que foi um dos poucos advogados vitoriosos do mensalão – ele defendeu Duda Mendonça, que foi inocentado.
Dias atrás, Kakay ofereceu um jantar a José Dirceu, onde os dois teriam até se divertido ao comentar os votos de alguns ministros. Ontem, o ex-ministro participou de um ato do PT em Osasco, onde defendeu o "julgamento do julgamento".
( Fonte )
Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia

Um comentário:

  1. Vadio, bom dia, tudo bem? O que se pode esperar mesmo desses super canalhas PeTralhas. É só isso mesmo! É uma canalhice e mentira atrás da outra! O lugar desses safados é a cadeia , só! Abração amigo e um ótimo domingo

    ResponderExcluir

Seu cometário foi muito importante e será guardado. Obrigado.

Diga Não

Diga Não

Arquivo do blog

Ocorreu um erro neste gadget

Vivemos nesse país.

Vivemos nesse  país.
Esperamos melhoras

Postagens populares

Minha lista de blogs

Total de visualizações de página

Hino dos politicos deste nosso país dos canalhas

Convenção dos honestos contra nossos politicos ladrões.