Seguidores

Impostos sendo arrecadados no Brasil

o céu ganhou mais um anjo

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Retrospectiva 2011: confira os principais acontecimentos da política nacional

O ano de 2011 entra para a história como o primeiro em que o Brasil teve uma mulher assumindo o comando da presidência da República. Porém, no aspecto político, o que chamou mesmo a atenção foi a queda de ministros, já que sete deixaram o governo de Dilma Rousseff. Destes, seis sofreram suspeitas de corrupção. Até mesmo o Ministério da Agricultura foi atingido.

>> Reportagem faz parte da série Agronegócio 2011/2012 do Canal Rural

A posse de Dilma, no dia 1º de janeiro, foi acompanhada por uma multidão nas ruas. Três anos antes, escândalos derrubaram dois fortes ministros do PT e o então presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, escolhe a chefe da Casa Civil à época para sucedê-lo. Depois de oito anos no Palácio do Planalto e com 87% de aprovação, Lula consegue dar continuidade ao governo. 

– Eu estou muito emocionada pelo encerramento do mandato do maior líder popular que este país já teve – disse a presidente eleita.

Apoiada por mais de 15 partidos, Dilma iniciou contando com ampla maioria na Câmara dos Deputados e no Senado. Porém, com tantos aliados para acomodar e herdando a maioria dos ministros de Lula, o céu de brigadeiro se transformou em tempestade. Logo vieram as denúncias e as quedas de ministros. Sem explicar como multiplicou o patrimônio em 20 vezes, no período de quatro anos, Antônio Palocci, foi o primeiro a sair. Homem forte do governo, deixou a Casa Civil em junho. 

O segundo a tombar, após suspeitas de superfaturamento e pagamento de propina, foi Alfredo Nascimento, dos Transportes. Em seguida, Nelson Jobim, da Defesa, deixou o governo por criticar outros ministros. Foi o único que não teve problemas com suspeitas de irregularidades.
Na sequêcia, Wagner Rossi caiu sob a acusação de uso político dos estoques da Conab e de fraudes nas licitações do Ministério da Agricultura. O substituto é amigo pessoal de Dilma, o deputado federal Mendes Ribeiro Filho. O analista político Creomar Lima diz que, mais importante do que avaliar as ações realizadas neste primeiro ano de governo na agricultura, é planejar o futuro a curto, médio e longo prazo.

– Muito mais do que peceber, já nesse momento, se houve uma melhoria ou não, o mais importante são os desafios que vão se colocar para a pasta no próximo ano. Nós temos, basicamente, o grande desafio que será a manutenção de mercados para os produtos agrícolas no Exterior, porque a crise econômica tende a se prolongar. Isso vai fazer com que países europeus, os Estados Unidos e os principais compradores de produtos brasileiros optem por políticas protecionistas – afirma.

As denúncias envolvendo o ministério do Turismo e o uso de funcionários públicos para fins particulares derrubaram Pedro Novais. Às vésperas da Copa e das Olimpíadas no Brasil, suspeitas de desvio de dinheiro do Programa Segundo Tempo tiram Orlando Silva da pasta do Esporte. Por fim, sob a acusação de comandar um esquema de cobrança de propina, Carlos Lupi deixa o Ministério do Trabalho. O cientista político André César explica a forma como Dilma comandou a situação.
– No caso da presidente Dilma, ela dá um prazo. Ela espera a questão avançar na imprensa, a evolução das denúncias, dos fatos. Aí, ela espera a defesa do ministro, como ele responderia àquelas denúncias. Caso não fosse suficiente essa resposta, ela demitia – aponta.

A imagem de gerente durona só amenizou em novembro, quando a presidente anunciou uma lei para portadores de necessidades especiais. César comenta o fato de Dilma ter chorado durante a comunicação.

– Isso é importante e ela não conseguiu segurar. Não foi algo forçado. Pelo contrário. Foi algo natural dela e isso é importante até para mostrar, reforçar um pouco da comunicação com a população – opina.

Antes de o ano terminar, novas denúncias. Desta vez, o Ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, amigo de Dilma desde o tempo da ditadura, está sob suspeita de tráfico de influência quando deixou a prefeitura de Belo Horizonte e abriu uma empresa de consultoria.

Para evitar que o governo continue a reboque dessa onda de denuncismo e queda de ministros, a presidente Dilma Rousseff não vê a hora de o ano acabar. Já no início de 2012,  sob a alegação de que alguns ministros terão que sair para disputar as eleições municipais, ela pretende fazer uma reforma ministerial e finalmente tocar a chamada agenda propositiva. Dez, dos 38 ministros, devem ser substituídos. E alguns ministérios podem ser incorporados a outras pastas. É o caso do Desenvolvimento Agrário e da Igual Racial.

– Eu não usaria a palavra descarte. Primeiro, porque ela daria muitos problemas à presidente. Eu usaria o termo reacomodação. E isso acontece em democracias em momento de reforma ministerial. Você nunca pode descartar um aliado e, de certa maneira, acredito que tenha sido a lição que a presidente aprendeu de maneira mais efetiva nesse primeiro ano – analisa Lima.

– Os grandes temas, que a sociedade como um todo esperava, as reformas política, judiciária, administrativa, previdenciária, tributária ficaram em segundo plano. E mesmo assuntos mais importantes acabaram também ficando a reboque, como royalties do pré-sal, a questão do Código Florestal e outras de grande impacto na vida do sociedade – conclui César.

3 comentários:

  1. Passei para te desejar um Feliz e Próspero Ano Novo!
    Muita Paz e Amor para ti, Paulo.
    Abraço apertado e um grande beijinho.

    ResponderExcluir
  2. Olá meu caro amigo PC, boa noite!!!
    Meu amigo, vamos torcer muito para que em 2012 não caia nenhum ministro, mais que caia o prédio dos ministérios na cabeça deles todos, que não sobre nenhum corrupto para o cargo... kkkkkkkkk... não, acho que seria muita maldade, vamos apenas torcer para que eles se tornem pessoas mais justas e humanas, só Deus pode dar um jeito nessa cambada...
    Valeu meu amigo, vamos torcer para que nossos políticos se tornem pessoas mais humanas!!!
    Tenha uma noite maravilhosa e abençoada!
    Grande abraço e muita paz!!!
    Feliz Ano Novo pra você e toda família!!!

    ResponderExcluir
  3. Amigo Aurélio, que Deus lhe dê em dobro tudo o que você está fazendo pela Tamara.

    Obrigado Campeão, juntos iremos ajudar a Tamara nessa luta.

    ResponderExcluir

Seu cometário foi muito importante e será guardado. Obrigado.

Diga Não

Diga Não

Arquivo do blog

Ocorreu um erro neste gadget

Vivemos nesse país.

Vivemos nesse  país.
Esperamos melhoras

Postagens populares

Minha lista de blogs

Total de visualizações de página

Hino dos politicos deste nosso país dos canalhas

Convenção dos honestos contra nossos politicos ladrões.