Seguidores

Impostos sendo arrecadados no Brasil

o céu ganhou mais um anjo

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Novo requerimento para criação de CPI já tem 19 assinaturas, diz líder Sarney devolveu primeiro pedido de investigação com adesões insuficientes. Líder do PSDB vai coletar novamente assinaturas de senadores favoráveis.

Robson Bonin e Sandro Lima Do G1, em Brasília
Diante do número insuficiente de assinaturas para abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Transportes, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-RR), devolveu nesta quarta-feira (3) o requerimento ao líder do PSDB, Alvaro Dias (PR). O tucano protocolou o requerimento de criação da CPI com as 27 adesões necessárias, mas posteriormente dois senadores retiraram as assinaturas.
Na prática, o pedido foi declarado inválido pela Secretaria Geral da Mesa do Senado por não conter as adesões necessárias, o que levou a oposição a retomar a coleta de assinaturas em um novo pedido. Até as 17h40, o líder tucano dizia já ter coletado 19 das 25 assinaturas que restaram no primeiro requerimento.
O rito de tramitação do novo pedido será o mesmo. Se a oposição conseguir as 27 assinaturas, protocolará o requerimento de criação da CPI na Mesa Diretora, que avaliará se estão atendidas as exigências legais. Se estiverem, o requerimento segue para leitura em plenário. Depois disso, senadores que eventualmente queiram retirar as assinaturas do requerimento, terão até a meia-noite do dia da leitura em plenário para fazê-lo.
Alvaro Dias disse que vai buscar obter novamente as assinaturas que não chegaram a ser retiradas ainda nesta quarta, na esperança de que outros parlamentares que não haviam assinado o primeiro pedido sejam sensibilizados a aderir ao novo requerimento.
Mais cedo, depois de retirar a assinatura do primeiro requerimento da CPI dos Transportes, o senador Ataídes de Oliveira (PSDB-TO) voltou atrás e decidiu assinar novamente o pedido de investigação das denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes.
Suplente no exercício do mandato, Oliveira pediu “desculpas ao povo brasileiro” pelo que classificou como erro. “Peço desculpa ao povo brasileiro porque, de repente, posso ter vacilado diante do compromisso que fiz com meu amigo e titular senador João Ribeiro. Posso ter cometido uma falha. Mas estou corrigindo a falha porque assim fico com a consciência tranquila”, disse Oliveira, após repor a assinatura ao requerimento.
Com a alteração, o requerimento da oposição que pede a criação da CPI passa a ter 25 assinaturas. A oposição chegou a reunir as 27 assinaturas necessárias, mas João Durval (PDT-BA) e Reditário Cassol (PP-RO) retiraram os apoios, segundo o líder do PSDB, senador Alvaro Dias.
Oliveira argumentou que “ficou atormentado” diante da dificuldade de manter o acordo firmado com João Ribeiro e por isso retirou a assinatura.
“Sou o primeiro suplente do senador João Ribeiro (PR-TO), meu amigo. Fizemos um acordo de que iríamos trabalhar juntos. Mas, diante dos fatos ocorridos no Ministério dos Transportes, isso nos pegou de surpresa. Desfiz o compromisso em defesa da minha ética e do povo brasileiro. Eu estava perturbado porque não poderia honrar esse compromisso com meu amigo [João Ribeiro] em função do quadro do país”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu cometário foi muito importante e será guardado. Obrigado.

Diga Não

Diga Não

Arquivo do blog

Ocorreu um erro neste gadget

Vivemos nesse país.

Vivemos nesse  país.
Esperamos melhoras

Postagens populares

Minha lista de blogs

Total de visualizações de página

Hino dos politicos deste nosso país dos canalhas

Convenção dos honestos contra nossos politicos ladrões.