Seguidores

Impostos sendo arrecadados no Brasil

o céu ganhou mais um anjo

terça-feira, 26 de julho de 2011

Três das 13 igrejas da área urbana da cidade de MG estão fechadas. Infiltração atingiu paredes que sustentam altar projetado por Aleijadinho.





Três das 13 igrejas da área urbana de Ouro Preto, cidade histórica na Região Central de Minas Gerais, estão fechadas para obras de restauração. Segundo informações do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), algumas das reformas estão paradas por falta de verbas.
A restauradora Júnia Maria de Araújo diz que os moradores de Ouro Preto têm uma relação afetiva com o patrimônio histórico barroco da cidade e que estão ansiosos pelas reformas. “Fico muito preocupada. Gostaria muito que tivesse recurso disponível”, diz. “Os fenômenos naturais acontecem. Historicamente, a gente tem que se preocupar com os mecanismos de restauração para manter o patrimônio”, diz a bióloga Tereza Cristina Francisco.
Na Igreja da Nossa Senhora das Mercês, há necessidade de restauração das paredes, que estão se desfazendo por causa de infiltrações. Segundo o chefe do Iphan de Ouro Preto Rafael Arrelaro, não há previsão para o início da reforma das paredes que sustentam o altar projetado pro Aleijadinho.
O telhado da igreja já foi substituído e o forro, que data de 1772, está sendo restaurado com dinheiro do Iphan. “Ainda em agosto a gente deve ter liberação dos novos recursos para fazer a recuperação externa da igreja”, informou Rafael Arrelaro.
Outro santuário castigado pela falta de recursos é a Igreja de Santa Efigênia. Os fios elétricos estão expostos e forro da sacristia, construído em 1735, está tomado por cupins. Em 2008, a igreja foi fechada para obras, que tiveram investimento de R$ 1,3 milhão. O altar e a área destinada aos fieis ficaram prontos, mas em dezembro de 2009 a reforma foi interrompida por falta de verbas e a igreja continuou de portas fechadas.
De acordo com o Iphan, para concluir a reforma, são necessários mais R$ 1 milhão. “R$ 320 mil já está garantindo. Deve ser liberado pelo BNDES, agora, nos próximos dias para que a obra seja retomada. E os outros R$ 700 mil que faltam já existe um compromisso do BNDES junto a presidência do Iphan para que seja liberado nos próximos meses”, diz o chefe do Iphan em Ouro Preto.
A outra igreja está sendo restaurada é a de São José. A previsão do Iphan é de que as obras levem mais um ano.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu cometário foi muito importante e será guardado. Obrigado.

Diga Não

Diga Não

Arquivo do blog

Ocorreu um erro neste gadget

Vivemos nesse país.

Vivemos nesse  país.
Esperamos melhoras

Postagens populares

Minha lista de blogs

Total de visualizações de página

Hino dos politicos deste nosso país dos canalhas

Convenção dos honestos contra nossos politicos ladrões.